7 dicas para ser um bom fotógrafo profissional

fotos

Se você está neste blog é porque com certeza gosta de fotografia. A questão é se você gosta disso como hobby ou já pensou em se dedicar profissionalmente. Se você gostaria de se tornar um grande fotógrafo, ou se esse for seu estilo de vida, confira as principais dicas para ser um bom fotógrafo profissional.

Como ser um bom fotógrafo profissional?

Há diversas oportunidades de ganhar dinheiro com fotografia, uma vez que, um fotógrafo pode realizar ensaio de natal em família, ensaios de casamento, gestante, formaturas, festas de aniversário, entre outros.

No entanto, para entrar nesse segmento, se tornar reconhecido e ganhar bem, é necessário saber quais as dicas essenciais para ser um profissional no ramo da fotografia.

Conhecimento

Para ser um bom fotógrafo é sempre necessário ter uma boa base e formação. É claro que na história houve grandes fotógrafos que nunca estudaram fotografia, mas nem todos nascemos com um dom e o conhecimento vai ajudar você a aprimorar suas qualidades.

Você deve aprender sobre composição e técnica, distância focal, abertura para que o caminho seja muito mais fácil. E é claro que suas fotos terão um nível muito superior.

Originalidade

Não copie, você deve ser original é a única maneira de ter sucesso. Participar de workshops pode ser produtivo e vale a pena ganhar experiência e técnica. Mas realmente não é o principal, aprender certa técnica para acabar copiando não é o fim em si.

É muito melhor gastar tempo experimentando e descobrindo seu próprio estilo. Com isso não queremos dizer que seja uma perda de tempo, mas que você valoriza cuidadosamente em quais cursos investe seu tempo e dinheiro, e se os conhecimentos adquiridos podem ser aplicados ao seu próprio estilo.

Explore com criatividade e imaginação para poder encontrar um estilo único e original que o diferencie dos restantes, que será a sua maior força, o seu diferencial e o que o torna um profissional.

Marketing

Quer você goste ou não, criar sua própria marca e vendê-la bem fará com que suas fotos tenham mais valor. Grande parte dos seus clientes não entende de fotografia e não valoriza a qualidade de um trabalho. Nem todos, mas uma marca reconhecida faz com que seu trabalho adquira valor. Você deve dedicar parte do seu tempo a essa parte da obra, pode aumentar os preços e faturar mais.

Invista em publicidade o seu tempo e seu dinheiro. Isso fará com que você ganhe visibilidade e reconhecimento. Crie seu próprio site com um portfólio cuidadoso, crie sua página profissional no Facebook, é tão importante quanto seu equipamento fotográfico.

Se você quer que o público confie em você como profissional, deve ter todas as ferramentas à disposição de uma empresa consolidada. Construir confiança e também atrair o público para o seu trabalho.

Especialização

A especialização é fundamental, o público precisa ter confiança no contratante. No mundo da fotografia, isso se traduz da seguinte forma: prefere-se o fotógrafo especializado em um assunto específico a um generalista.

Foco em um público específico

É derivado da especialização, quanto mais você definir seu público, mais fácil será vender a eles os produtos específicos que você pensou para eles.

Cada pessoa tem necessidades específicas e tentar vender o mesmo produto a qualquer pessoa não faz sentido.

Trabalhe em sua marca pessoal

É muito mais importante do que parece, trabalhar com colegas, criar sinergias e colaborações irão melhorar sua marca pessoal. Vale a pena colocar um pouco de esforço nisso.

Calcule suas taxas corretamente

É um dos maiores erros que os fotógrafos cometem quando começam a trabalhar. Alguns dos erros mais comuns em relação às taxas são:

– Estabeleça preços baixos, porque você está começando. Seu trabalho tem um valor e uma qualidade que você deve reafirmar por meio do preço.

– Não inclua os custos de reparos e desgaste do seu equipamento. A equipe precisa de revisões e ajustes finos. Isso você deve levar em consideração desde o primeiro minuto, e incluir essas despesas em sua previsão de despesas anuais.

– Não tome o preço da sua concorrência como referência. Cada um entrega um tipo diferente de trabalho, você não deve tomar como referência.

– Não inclua o tempo necessário para procedimentos como backups, faturamento, gerenciamento. Desta vez, você deve contar, caso contrário, no final você estará perdendo dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *